Advocacy e Pesquisa

Boletim Capitais ITC2.0 #1: Metade dos estados não divulga casos suspeitos de Covid-19

17 jul de 2020, por OKBR

Compartilhar

Macapá (AP) é a única a superar a marca de 80 pontos, após implementar, na última semana, parâmetros do ITC-19; primeira avaliação das capitais revela que 58% estão com nível de transparência abaixo de “Bom”

Menos de um terço das capitais (27%) divulgam microdados, bases que trazem registros de cada caso; nenhum deles alcança os parâmetros mínimos de detalhamento.

O formato aberto dos dados apresentados, como download de planilhas nos painéis e boletins, é opção em apenas 38%.

A população de 81% das capitais fica no escuro com relação à quantidade de testes disponíveis; entre as 19% que publicam essa informação, nenhuma detalha o tipo de teste de que dispõe.

54% das cidades divulgam a quantidade de testes aplicados; se consideradas apenas aquelas que detalham o tipo de teste (se rápido, ou RT-PCR), a taxa é de 35%.

A informação sobre o total de notificações, o que inclui casos suspeitos, é transparente em somente 38% das prefeituras.

Este é o primeiro Boletim do Índice de Transparência da Covid-19 que avalia as capitais brasileiras. Nesta edição,  destacamos o trabalho de abertura dos dados epidemiológicos da pandemia do município de Macapá (AP), com 91 pontos. Na sequência, Vitória (ES) ocupa o segundo lugar, com 90 pontos. Ambas são as únicas cidades classificadas com nível “Alto” de abertura dos dados epidemiológicos da pandemia. Dentre as demais capitais, 35% foram consideradas com nível “Bom” de transparência e mais da metade, 58%, figuram em categorias insatisfatórias — sendo 19% avaliadas com nível “Médio”, 31% com “Baixo” e 8% com “Opaco” (confira a distribuição no gráfico abaixo).

QUANTIDADE DE ESTADOS POR NÍVEL DE TRANSPARÊNCIA

INFRAESTRUTURA NO ESCURO

Dados essenciais para a estruturação dos planos de retomada econômica em todo o país, a Infraestrutura de saúde foi o eixo menos transparente das capitais, com informações encontradas de forma completa ou parcial em apenas 42% das prefeituras. Consolidado e aprimorado na nova versão do Índice de Transparência da Covid-19, o segmento avalia a abertura de dados de testes, leitos e quantidades de casos por hospital.

RAIO-X DA POPULAÇÃO

No eixo Demografia, a alta transparência de dados sobre Faixa etária e Sexo é fortemente contrastada com a opacidade das informações sobre Raça/Cor e Etnias Indígenas. A perspectiva racial só é publicada por 8 capitais (31%), enquanto o detalhamento de grupos étnicos foi encontrado apenas em Manaus (AM). Quando analisados em conjunto com dados de localização, esses conjuntos de dados podem fornecer um olhar aprofundado para a desigualdade social no país, permitindo ações personalizadas de combate à pandemia em populações mais vulneráveis.

Confira abaixo o gráfico de evolução das capitais em cada categoria entre as rodadas de avaliação piloto e a primeira oficial.

Já gráfico abaixo mostra a taxa de cumprimento dos itens avaliados, considerando os que atendem parcialmente (com meio ponto) e integralmente (com um ponto) um quesito. As barras escuras representam o total já atingido nessa categoria, somando o desempenho de todas as capitais.

Outro ponto crítico para a tomada de decisões sobre as medidas de isolamento mas pouco atendido pelas capitais foram os microdados. Apenas 7 capitais apresentam bases para download contendo ao menos metade das categorias cobradas pelo Índice de Transparência da Covid-19, e, embora algumas cheguem perto, em nenhum dos casos o arquivo contempla o conjunto mínimo de dez parâmetros. Veja abaixo quais são essas capitais.

A primeira rodada de avaliações das capitais foi feita a partir dos dados disponíveis entre 15 e 16 de julho.

A próxima avaliação da transparência das capitais está prevista para o dia 29 de julho. Na semana que vem você confere a segunda rodada de avaliação do ITC-19 2.0 sobre os estados.

Downloads:

#1º Boletim completo do Índice de Transparência Covid-19 2.0

Base de dados completa com a avaliação detalhada de cada ente.

Nota metodológica com o detalhamento dos critérios de avaliação.

Mais informações no site: transparenciacovid19.ok.org.br


Notice: Undefined variable: mesmoeixo in /var/www/ok.org.br/wp-content/themes/okbr/single-noticia.php on line 53