Advocacy e Pesquisa

Boletim Estados ITC2.0 #5:Variedade de sistemas dificulta transparência da pandemia

09 set de 2020, por OKBR

Compartilhar

Ao abrir microdados, mais de um terço dos entes disponibiliza casos leves e graves em arquivos diferentes, dificultando reúso; oito estados ainda não divulgam bases

Desatualização de dados faz estados retrocederem em ranking; Paraíba voltou ao nível “Médio” por esse motivo.

Oito estados ainda não publicam microdados de casos da Covid-19 ou não atingem o mínimo de 5 variáveis. São eles: Amapá (base desatualizada); Maranhão; Paraíba; Piauí; Rio de Janeiro; Roraima; Sergipe; Tocantins.    

Proporção de entes com microdados completos teve ligeira melhora e passou de 25% a 28% (8 entes).

O 5º boletim do Índice de Transparência da Covid-19 nos estados traz um novo ente com 100 pontos no ranking, Rio Grande do Sul, e outro, a Paraíba, de volta ao nível de transparência “Médio”, além de avanços e retrocessos na disponibilização de bases de microdados. 

No início da pandemia, o governo federal determinou que a gestão dos dados epidemiológicos de Covid-19 fosse realizada por meio de três sistemas: o e-SUS Notifica, o Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP Gripe) e o Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL). Embora a existência dos três sistemas seja essencial para garantir a padronização e a centralização das informações no nível federal, o preenchimento adequado deles pode ser bastante desafiador para os gestores locais.

A administração destes sistemas de notificação obrigatória pode demandar a incorporação de diversas outras ferramentas tecnológicas, o que torna mais complexa a situação dos gestores locais, dificultando a disponibilização de boas bases de microdados.

Ainda assim, os estados vêm avançando na publicação de bases de microdados. Hoje, oito entes disponibilizam uma base detalhada ㅡ atendendo às 11 variáveis exigidas pela metodologia ㅡ, enquanto doze publicam microdados com, no mínimo, cinco tipos de informações diferentes a respeito de cada caso de Covid-19. No entanto, é preocupante que outras oito unidades da federação não publiquem bases de microdados ou disponibilizem apenas tabelas com menos de cinco informações sobre os casos de contágio:

A quinta rodada de avaliações foi feita a partir dos dados disponíveis em 03 de setembro. Confira abaixo a evolução geral da pontuação dos estados e do governo federal :

A próxima avaliação da transparência dos estados está prevista para o dia 18 de setembro. Na semana que vem você confere a sexta avaliação do ITC-19 2.0 sobre as capitais brasileiras.

Acesse:

#5ºBoletim completo do Índice de Transparência Covid-19 2.0.

Base de dados completa com a avaliação detalhada de cada ente.

Nota metodológica com o detalhamento dos critérios de avaliação.

Mais informações no site: transparenciacovid19.ok.org.br


Notice: Undefined variable: mesmoeixo in /var/www/ok.org.br/wp-content/themes/okbr/single-noticia.php on line 53