Inaugurando o blog da Open Knowledge Foundation Brasil!

27 nov de 2011, por OKBR

Compartilhar


O idéia inicial

O blog da Open Knowledge Foundation Brasil [1] começará contando um pouco a história de como surgiu a idéia de criar um capítulo (ou seção) aqui no Brasil. Membros da comunidade Transparência Hacker vêm colaborando há um bom tempo com a Open Knowledge Foundation (OKFn) através das traduções para o português da definição de conhecimento aberto/livre, [2] da legenda do vídeo sobre dados abertos, do manual de dados abertos (em colaboração com a W3C Brasil), sempre em sintonia com a visão da OKFn

Queremos um mundo onde o conhecimento livre esteja presente em todo nosso cotidiano, tanto online como offline. Promovemos o conhecimento livre por acreditar em sua capacidade de gerar grandes benefícios sociais.

E a colaboração não ficou apenas no virtual. Também participamos juntos de eventos como a Consegi, em maio em Brasília, quando um ônibus partindo de São Paulo foi até Brasília com diversas pessoas da Transparência Hacker e promoveu seus hackdays na capital brasileira e participou de diversas palestras e debates; a Open Knowledge Conference, no final de junho e começo de  julho em Berlim, evento em que surgiu a proposta da criação do capítulo brasileiro, em outubro em Varsóvia, onde ficou decidido entre membros da OKFn e da Transparência Hacker (Daniela B. Silva, Pedro Markun e Tom) que o Tom (Everton Zanella Alvarenga), ajudaria com a criação do capítulo (em fase de incubação) e representaria a OKFn aqui no Brasil.

Volta ao Brasil e início das atividades

Discussões já estavam em andamento sobre a formação do capítulo e encontros e propostas sobre o foco do capítulo começaram a ser organizadas numa página wiki através de diversas discussões online e presenciais, como no I Encontro Nacional de Dados Abertos, no final de outubro em Brasília. Os principais focos do capítulo brasileiro são:

  1. aumentar a conscientização sobre e promover dados governamentais abertos e facilitar o diálogo entre a sociedade civil e o governo sobre este assunto
  2. executar e criar projetos que envolvem conhecimento livre com o conteúdo local, como os projetos de dados governamentais “Where does my money go” (Para onde vai o meu dinheiro), “They work for you” (Eles trabalham para você), “What do they know” (O que eles sabem)
  3. Usar os projetos acima, entre outros, para fazer pesquisa científica sobre dados governamentais
  4. juntar comunidades e pessoas envolvidas com conhecimento livre que compartilhem a visão da Open Knowledge Foundation para criarem projetos e promoverem conhecimento livre
  5. fomentar uma comunidade de jornalismo de dados no Brasil

É importante destacar que a comunidade (ou comunidades em torno dos projetos) que estamos construindo é sem fins lucrativos e apartidária, onde o principal objetivo é construir projetos em sintonia com a visão da OKFn com comunidades sustentáveis e vibrantes.

Atividades em andamento, parcerias e colaborações

Algumas propostas de projetos foram feitas há um bom tempo e algumas já foram realizadas, como o site Queremos Saber, desenvolvido pela Transparência Hacker, com contribuições do Friedrich  Lindenberg, da OKFn Alemanha, que serve para a requisição de informações públicas e será muito útil após a recente sanção da Lei de Acesso a Informações (Lei 12517 de 18 de novembro de 2011).

Também estabelecemos uma parceria entre a a W3C Brasil e a OKFn através de um memorandum de entendimento, visando uma colaboração entre as duas entidades em projetos que promovam padrões de dados abertos.

E submetemos um projeto para uma Incubadora da Universidade de São Paulo que visa uma colaboração entre o GPOPAI (Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação)  e a Fundação pelo Conhecimento Livre para ajudar em sua construção e elaboração de projetos.

Outros grupos e pessoas estão sendo ou já foram contatados e em breve escreveremos mais sobre o andamento do capítulo brasileiro. Quem quiser participar, pode ajudar no wiki do capítulona lista de discussão propondo idéias, projetos, criticando ou tirando dúvidas.

Se alguém quiser marcar uma conversa por skype para conhecer melhor a Open Knowledge Foundation Brasil, podem entrar em contato com o Tom por email (everton ponto alvarenga (at) okfn ponto org). O trabalho dele será reportado (em inglês) aqui e atualizações sobre os progressos do capítulo brasileiro ficarão nesse blog.

Referências

[1] Provavelmente o nome fantasia em português será “Fundação pelo Conhecimento Livre”, veja a discussão na lista de emails Nome para “Open Knowledge Foundation” em português / Blog

[2] Veja a discussão (em inglês) “Open Knowledge Foundation” in other languages / Free vs. Open Precisamos decidir o que usar em português – a maioria, no momento, optou por “livre”.


Notice: Undefined variable: mesmoeixo in /var/www/ok.org.br/wp-content/themes/okbr/single-noticia.php on line 53