Open Knowledge Brasil é Finalista do Desafio de Impacto Social Google | Brasil!

29 abr de 2014, por OKBR

Compartilhar

google_GastosAbertos_PORT

Temos o prazer de anunciar que a Open Knowledge Brasil, a Rede pelo Conhecimento Livre, é finalista do Desafio de Impacto Social Google | Brasil. Vote em nosso projeto e vamos juntos transformar o Brasil!

 

votegastosabertos.org

 

compartilhar-face tweetbutton

Sobre o projeto

O projeto Gastos Abertos desenvolverá visualizações de gastos do Governo Federal, do Estado e da Cidade de São Paulo, além de cursos e oficinas para que outras cidades e estados possam usar as ferramentas e requisitar dados. O Brasil é uma das maiores economias do mundo, mas não gasta bem os recursos que tem: em 2013, com um orçamento de R$1,7 trilhão, conseguiu gastar apenas parte dele, como apenas 54% dos R$ 12 bilhões autorizados para ciência e tecnologia foram executados em 2013, ou quase 30% dos aproximadamente R$ 90 bilhões para educação não foram executados, num país em que menos de 1% das escolas possuem infra-estrutura próxima ao ideal, conforme definida pelo CAQi (Custo Aluno Qualidade inicial). Já São Paulo, a cidade mais rica da América Latina com um orçamento em 2014 da ordem de R$ 50 bilhões, possui uma baixa participação dos cidadãos para saberem para onde vai o seu dinheiro e até mesmo influenciar as decisões como esse dinheiro será gasto ou se ele está sendo gasto de forma eficiente.

A lei de acesso à informação aprovada em 2011, uma das melhores do mundo, poderia ser uma ferramenta poderosa para auxiliar o melhor gasto do dinheiro público — não fosse o abismo que existe entre a geração desses dados públicos, a análise e visualização dos mesmos e a apropriação da sociedade para utilizá-los de forma útil, com vias a fomentar a transparência e a prestação de contas. Vamos construir ferramentas que vão permitir a qualquer cidadão com acesso à Internet, fazer visualizações de forma fácil, detalhada e amigável da avalanche de dados ligados aos gastos públicos. E para que a ferramenta seja realmente bem aproveitada, vamos oferecer treinamento e capacitação aos cidadãos por meio do capital intelectual educacional já acumulado pelo projeto Escola de Dados, ligado à Open Knowledge Brasil.

Ver também

Vídeos e entrevistas

Artigos nossos

Prêmios

Time

Caroline Riley – Carol

Mais de 10 anos de experiência em gestão de negócios e marcas, planejamento estratégico e branding no Brasil, América Latina, Europa e Estados Unidos. Especialidades: planejamento estratégico, marcas, inovação e sustentabilidade. Marcas com que já trabalhou no desenvolvimento, inovação e projetos específicos: Tam, Lan, Telefónica, Vivo, Fast Shop, Bunge, Microsoft, Nestlé e GVces. Formada pela ECA-USP, com MBA pela Escola de Negócios de Madrid.

    Everton Zanella Alvarenga – Tom

    Everton Zanella Alvarenga, também conhecido como Tom, é diretor executivo da Open Knowledge Brasil. Tem participado nos últimos anos de diversos projetos que envolvem conhecimento livre, desde o desenvolvimento de softwares, até o estímulo a acesso a recursos educacionais abertos através de projetos ou advocacy. Trabalhou como consultor para a Wikimedia Foundation coordenando o Programa Wikipédia no Ensino no Brasil e trabalha com a Open Knowledge Foundation desde 2011, quando a sessão brasileira da organização foi proposta. Co-criou o projeto Stoa da Universidade de São Paulo, que visa criar um espaço público para a troca e produção de conhecimentos com foco em educação e ciência, e vem apoiando diversos projetos no contexto do movimento da cultura livre.

    Gisele Craveiro

    Desde 2005 é docente na Universidade de São Paulo e uma das fundadoras do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para Acesso a Informação (GPoPAI-USP) que, desde 2006 tem contribuido no debate público sobre acesso aberto, direitos autorais, software livre, dados abertos e governo aberto. Atualmente é membro do Comitê Gestor da Infraestrutura Nacional de Dados Abertos como representante da sociedade civil. Também faz parte do Comitê Assessor da Sociedade Civil Latinoamericana na Parceria de Governo Aberto. Seus projetos e publicações estão focadas principalmente em orçamento aberto, variando desde análise de portais de transparência, padronização de publicação, desenvolvimento de aplicativos cívicos até pesquisa sobre o impacto de iniciativas de dados abertos.

    Marco Túlio Pires

    Marco Túlio Pires

    Marco Túlio é coordenador da Escola de Dados no Brasil. Jornalista (UFMG) com formação em Engenharia Elétrica (PUC-Minas), Visualização de Dados (Universidade de Michigan), Gestão de Projetos (Universidade Georgetown) e programação, é coordenador da Escola de Dados no Brasil e assessor de inovação e tecnologia da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo. Aprendeu a programar em Python com a ajuda do MIT e da plataforma edX e vem tentando unir Ciência da Computação e Jornalismo na emergente área que chamam de Jornalismo de Dados.

    Thiago Rondon

    Thiago Rondon

    Desenvolvedor de software na Aware e b-datum, é um grande entusiasta do movimento de software livre, vencedor de diversos prêmio de programação, como Desarrollando América Latina, White Camel Awards, Prêmio Mário Covas, entre outros.

    Notice: Undefined variable: mesmoeixo in /var/www/ok.org.br/wp-content/themes/okbr/single-noticia.php on line 53